NOVEMBRO AZUL 2021

Por: Dr. Lísias Nogueira Castilho, publicado em: 10/11/2021

O Instituto Nacional do Câncer (INCA) projetou os seguintes números para 2021:

  • 700 mil novos casos de câncer no Brasil, sendo cerca de 57% em homens. Considerando só os homens, os cinco principais cânceres, numericamente, são os seguintes:
  • 90 mil novos casos de câncer de pele
  • 70 mil novos casos de câncer de próstata
  • 22 mil novos casos de câncer de cólon e reto
  • 18 mil casos de câncer de pulmão
  • 13 mil novos casos de câncer de estômago.

As projeções do INCA têm aumentado ano após ano, não só pelas alterações demográficas, mas por outros fatores bem conhecidos: aumento da poluição ambiental e aumento da população com sobrepeso.

Estima-se que pelo menos 25% dos casos novos de câncer poderiam ser evitados se não houvesse cigarro nem sobrepeso.

Em 2003, na Austrália, por conta da celebração, no dia 17 de novembro, do Dia Internacional de Combate ao Câncer de Próstata, e, no dia 19 de novembro, o Dia Internacional do Homem, decidiu-se criar o Novembro Azul, mês em que, em todo o mundo, são promovidas discussões sobre a saúde do homem. Não só sua saúde física, mas também mental e social.

Afligem o homem moderno as doenças físicas, como acidentes vasculares e o câncer, mas também depressão, ansiedade, suicídio, disfunções sexuais, violência, desemprego, entre outras. Importa aproveitar o Novembro Azul para discutir, estudar, informar e divulgar os dados mais relevantes e as recomendações mais simples e eficazes para que se promova a saúde do homem.

Sedentarismo, tabagismo, sobrepeso e depressão são os principais inimigos quando se considera o homem brasileiro e sua saúde, ou falta de saúde. Todas essas condições podem levar ao câncer e encurtar sobremaneira a vida do homem.

Com as nocivas e, até certo ponto, imprevisíveis consequências da pandemia de Covid-19, a saúde mental de todos ficou muito comprometida. No ano de 2021, o foco na saúde do homem é muito mais mental do que físico: depressão, suicídio, violência doméstica, ansiedade, alcoolismo, pânico e surtos de psicose.

Postado por: Dr. Lísias Nogueira Castilho, publicado em: 10/11/2021

CRM 34 088
Especialidades:


Formação

Medicina – Universidade de São Paulo (USP)

Residência Geral – Universidade de São Paulo (USP)

Residência Urológica – Universidade de São Paulo (USP)

Mestrado – Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Doutorado – Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)

Livre Docente – Universidade de São Paulo (USP)

Especialização – Sociedade Brasileira Urológica.

 

 

Comente sobre este artigo

Você também pode gostar destes artigos

Artigos

Entrando em forma

Dr. Lísias Nogueira Castilho

Artigos

Outubro Rosa

Dra. Ana Mondadori dos Santos